sexta-feira, 30 de Abril de 2010

Tarte Mármore de Frutos Silvestres

Finalmente a Primavera chegou por estes lados, a chuva foi embora (apenas por alguns dias segundo parece…), os dias tem sido bonitos e tem feito muito calor … Uma delícia … Dá vontade de dar longos passeios a pé e apreciar a paisagem…

Parece que tudo fica mais simples e fácil na Primavera. A minha boa disposição voltou e com ela a minha vontade de cozinhar :-) Já tenho mil e uma ideias para os próximos posts.


Quem me lê regularmente sabe da minha paixão por morangos e frutos silvestres e todos os que partilham esta paixão tem que experimentar esta receita!

Esta linda e deliciosa tarte é perfeita para os dias quentes… Para além de ficar com uma apresentação irresistível, o seu sabor suave e aveludado cativou-me completamente. Acho que as fotografias falam por si!


A tarte é feita com uma mistura de frutos silvestres, no entanto pode ser feita apenas com morangos ou framboesas. Uma questão de gosto :-)

O dia da Mãe é já no Domingo, por isso aqui fica uma sugestão para uma “prenda” doce. :-)

Tarte Mármore de Frutos Silvestres
Base:

150g de farinha
3 colheres de sopa de açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
1 ovo
2 colheres de sopa de manteiga (à temperatura ambiente)
Leite qb.

Creme:
320g de frutos silvestres (utilizei uma mistura de morangos, mirtilos e groselhas)*
2 colheres de sopa de sumo de limão
3 iogurtes naturais (3x 120g)
½ lata de leite condensado
100ml de natas**
5 + 2 folhas de gelatina incolor
2 colheres de sopa de icing sugar (açúcar de confeiteiro) ***

Preparação:
Base:
Pré-aquecer o forno a 180º. Untar uma tarteira de 27 cm de diâmetro (com fundo amovível) com manteiga e polvilhar com farinha.

Amassar a farinha, o açúcar, o açúcar baunilhado, ovo e a manteiga, ir adicionando aos poucos o leite, até obter uma massa homogénea (que não se prende aos dedos e fácil de estender).

Numa superfície enfarinhada, estender a massa com um rolo (deve ficar fininha). Com a massa forrar a forma anteriormente preparada.

Colocar por cima papel vegetal e encher com feijão seco. Levar ao forno até estarem cozidas. Descartar o feijão e o papel vegetal.

Creme:
Triturar os frutos silvestres. Passar o puré resultante por um passador de rede fina, de modo a descartar todas as sementinhas e partes sólidas restantes.

Adicionar 1 colher de sopa de sumo de limão ao puré dos frutos silvestres. (Obtive cerca de 3 dl de puré)

Numa taça, juntar os iogurtes, metade do puré dos frutos silvestres (cerca de 1.5dl) e o leite condensado. Com a ajuda de uma vara de arames misturar tudo muito bem.

Adicionar o restante sumo de limão às natas e bate-las bem firmes. Reservar.

Colocar 5 folhas de gelatina de molho em água fria, por alguns minutos.

Escorrer as folhas de gelatina e dissolve-las em 3 colheres de sopa de água quente. Deixar arrefecer um pouco e juntar à mistura dos iogurtes. Misturar bem.

Posteriormente, envolver suavemente as natas no creme de iogurte. Levar o preparado ao frigorífico até começar a prender (apenas por uns minutos … sem deixar solidificar!)

Juntar ao puré de frutos silvestres reservado, o icing sugar e misturar bem.

Colocar as restantes 2 folhas de gelatina de molho em água fria.

Escorrer as folhas de gelatina e dissolve-las em 2 colheres de sopa de água quente. Deixar arrefecer um pouco e juntar ao puré de frutos silvestres. Misturar bem.

Deitar o creme de iogurte na base da tarte. Por cima deitar o puré de frutos de silvestres (de forma a ficar distribuído homogeneamente pela superfície). Com uma vara de arames “desenhe” uma espiral, de forma a espalhar levemente puré e obter um efeito mármore (Não espalhe demasiado o puré de frutos silvestres, senão este irá misturar-se com o creme de iogurte)

Levar ao frigorífico até ficar sólido.


* Se utilizar frutos silvestres congelados, deve deixar descongelar completamente antes de triturar.
** Para bater as natas bem firmes, colocar no congelador 20 minutos antes de utilizar.
*** A quantidade de açúcar pode variar com a acidez dos frutos utilizados.

segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Cupcakes de Coco

Continuando a falar sobre um pouco sobre NY …


Adoro viajar (quem não gosta?!). Para além dos lugares visitados, as viagens são sempre uma excelente oportunidade para experimentar sabores diferentes.


De país para país os hábitos e os ingredientes variam muito. Sem dúvida que a doçaria “típica” americana é muito diferente da Portuguesa. Claro está que aproveitei a ocasião e provei muffins, panquecas, cheesecakes, cookies, tartes e bagels… uma semana verdadeiramente pecaminosa…

Fiquei suspendida pela quantidade e a variedade disponível de muffins, cupcakes e cookies em todas as Coffee Shops … Banana e noz, mirtilos e canela, chocolate, cenoura, baunilha… Uma infinidade de sabores, todos em tamanho XL.


O meu lugar preferido, foi a famosa Magnolia Bakery e nem mesmo a fila gigantesca de pessoas para comprar cupcakes me fez desistir de entrar. Para mim era uma paragem obrigatória!


A loja está ternamente decorada em tons suaves e cheia de detalhes encantadores.

O aroma suave a bolo acabado de fazer, torna ainda mais difícil resistir às dezenas de cupcakes expostos nas vitrines. Além dos cupcakes, também havia bolos de camadas e cookies, tudo com um aspecto irresistível e todos lindamente decorados.


Provámos os cupcakes de coco, os chocolate, os red velvet e os hummingbird. Todos eram deliciosos, no entanto, os eleitos por todos foram os cupcakes de coco, DIVINOS!


A Magnolia Bakery é um lugar encantador e uma paragem obrigatória para o amantes de cupcakes.

Numa tentativa de voltar a NY, aqui fica uma receita de cupcakes de coco, deliciosos mas (ainda) longe dos cupcakes da Magnolia…


Esta receita foi adaptada para ir de encontro aos meus gostos, pessoalmente gosto deles com apenas uma fina camada de creme por cima (a minha receita reflecte isso, se gostar de grandes quantidades duplicar a receita da cobertura). Fofinhos, suaves, perfeitos simples (apenas polvilhados com açúcar em pó) ou com uma cobertura de queijo creme.


Cupcakes de Coco
(cerca de 24 cupcakes de tamanho médio)

Ingredientes:
110g de manteiga à temperatura ambiente (utilizei manteiga magra)
180g de açúcar
1 + ½ colher de chá de açúcar baunilhado
2 ovos
300g de farinha
1 + ½ colher de chá de fermento
150 ml de leite de coco
80g de coco ralado

Cobertura:
200g de queijo creme
3 colheres de sopa de açúcar
2 colheres de chá de açúcar baunilhado
2 colheres de sopa de leite coco

Coco ralado qb.

Preparação:

Pre-aquecer o forno a 180º. Colocar as forminhas de papel dentro das formas de muffins.

Peneirar a farinha com o fermento.

Com a batedeira, bater o açúcar e o açúcar baunilhado com a manteiga, até obter um creme esbranquiçado (3-5 minutos). Juntar os ovos, um a um, batendo bem entre as adições. Alternadamente juntar o leite de coco e a farinha, bater muito bem. Finalmente misturar o coco ralado na massa.

Colocar a massa nas forminhas previamente preparadas (não encher totalmente). Levar ao forno até estar cozido (teste do palito no centro do bolo).

Retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de os desenformar.

Cobertura:
Juntar todos os ingredientes para a cobertura e bater com a batedeira, até obter um creme homogéneo. Guardar no frigorífico até utilizar.

Na altura de servir, cobrir os cupcakes (já completamente frios) com uma colher de chá de cobertura e polvilhar abundantemente com o coco ralado.

quarta-feira, 14 de Abril de 2010

Panquecas de Mirtilo

Já estou de volta a Portugal… Nestas férias visitei 2 cidades americanas: Boston e Nova Iorque :-) Claro está que adorei a viagem, fui acompanhada de um grupo muito bem-disposto e o destino sempre esteve na minha lista de viagens de sonho.

Não podia deixar de contar um pouco da viagem e partilhar algumas fotografias… Nos próximos posts vou tentar reproduzir algumas das receitas com as quais me deliciei durante a viagem… A ideia é mesmo tentar, porque sei que será difícil fazer igual :-)


Quando cheguei a NY senti-me literalmente esmagada… a dimensão dos edifícios, a quantidade de pessoas e de movimento, a dimensão da cidade em si.. Simplesmente avassaladora e marcante.


Passeamos pela 5ª Avenida, SoHo, Times Square e pelo Central Parque, subimos ao topo do Rockefeller Building, atravessamos a Ponte de Brooklyn e fizemos uma deliciosa viagem de barco …. É difícil dizer o que gostei mais… todos os lugares são lindíssimos e singulares.

Foram 4 dias cansativos, mas que deixaram muita vontade de voltar!


Quando partimos, perguntei à minha manita, o que tinha gostado mais de Nova Iorque, a resposta foi bastante rápida e decidida “As panquecas!”.

À frente do nosso hotel, havia um pequeno restaurante, que logo pela manhã fazia umas panquecas divinais. Provamos as simples, as de mirtilo e as de morango. A minha irmã preferiu as simples, eu gostei mais das de mirtilo, com o ácido dos frutinhos a contrastar com o sabor adocicado do maple syrup com que eram abundantemente regadas :-)


Numa tentativa de trazer de volta um pouco de NY para o meu pequeno-almoço, aqui fica a receita. Esta receita rende cerca de 20 panquecas muito fofinhas e deliciosas.

Mais uma vez, muito obrigada pelo carinho e todos os comentários deixados. Mesmo estando longo é muito bom saber, que não se esquecem de mim :-)

Panquecas de Mirtilo
Receita adaptada do livro Desserts by the Yard, Sherry Yard

Ingredientes:
440g de farinha
2+1/2 colher de sopa de açucar
2 colheres de chá de fermento em pó
1 colheres de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de café de canela em pó
2 colheres de chá açúcar baunilhado
2 ovos
500ml de buttermilk*
40g de manteiga derretida
200g de mirtilos
Manteiga qb.

Preparação:
Peneirar a farinha, o açúcar, o açúcar baunilhado, o fermento, a canela e o bicarbonato de sódio.

Numa taça a parte bater ligeiramente os ovos, posteriormente misturar o buttermilk e a manteiga derretida. Misturar bem. Aos poucos adicionar a farinha, mexer apenas até esta ficar incorporada e a massa homogénea.

Aquecer uma frigideira antiaderente em lume médio. Quando esta estiver quente, passar um pouco de manteiga pelo fundo da frigideira, colocar cerca de 80ml de massa na frigideira (fazer círculos com +-10 cm de diâmetro) e dispor por cima da 6 a 8 mirtilos.

Quando a massa apresentar bolhinhas na superfície e o fundo da panqueca estiver dourado, voltar a panqueca (com a ajuda de uma espátula). Deixar dourar do outro lado. Retirar a panqueca para um prato.

Passar novamente um pouco de manteiga na frigideira e colocar massa para a outra panqueca.

Servir as panquecas quentes, regada com maple syrup, doce ou mel.

* Para fazer o buttermilk, utilizei 500ml de leite e 3 colheres de sopa de sumo de limão. Misturar bem o leite com o sumo de limão, deixar repousar à temperatura ambiente por 15 minutos, até talhar.