sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Angel Food Cake

Adoro a Primavera … Adoro o sol, as flores, os passarinhos, os dias bonitos, os passeios ao ar livre, os morangos e as cerejas… Já disse e volto a dizer… Adoro a Primavera :-)



Os nossos morangueiros começaram à pouco a produzir e todas as semanas produzem uma taça cheia de morangos… A maior parte deles é consumida simples, os restantes acabam em doces e bolinhos :-) . Esta semana para os acompanhar, escolhi um Angel Food Cake.

Já há muito tempo que queria experimentar este bolo, não devia ter esperado! Este bolo é fabuloso, atrevo-me a dizer que talvez seja um dos melhores bolos que já fiz.


É um bolo extremamente leve e suave. Apesar de ser um bolo simples, conquista pela sua textura tipo “algodão-doce”. Fica perfeito, acompanhado com morangos ou outra fruta fresca…

Este bolo deve ser consumido no dia que é confeccionado, porque ao longo do tempo vai perdendo a sua leveza.


Angel Food Cake
Receita Adaptada do livro Sky High

Ingredientes
6 claras de ovo
½ colher de chá de cremor tártaro
120g de açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
160g de farinha
60g de açúcar de confeiteiro (icing sugar)
1 pitadinha de sal

Preparação:
Pre-aquecer o forno a 160º C. Forrar o fundo de uma forma redonda com buraco*, com papel vegetal. Não untar a forma!

Com a batedeira, bater as claras. Quando começarem a ficar espumosas, adicionar aos poucos o açúcar, o açúcar baunilhado e o cremor tártaro. Bater até formar picos suaves.

Peneirar a farinha com o açúcar de confeiteiro e o sal.

Juntar 1/3 da mistura da farinha às claras em castelo. Envolver suavemente, apenas até a farinha ficar incorporada na massa (não bater!). Repetir o processo por mais 2 vezes.

Colocar a massa, na forma previamente preparada e levar ao forno.

Quando o bolo estiver cozido (teste do palito no centro do bolo). Retirar do forno e inverter a forma sobre uma garrafa (pode ver aqui uma fotografia do processo). Deixar arrefecer completamente.

Depois de frio, com uma faca soltar as laterais do bolo. Desenformar para um prato e retirar papel vegetal.

Polvilhar abundantemente com açúcar em pó

Servir com fruta fresca.

*Apesar de haver formas próprias para fazer estes bolos, cá em Portugal é difícil encontrá-las, por isso utilizei uma forma buraco e forrei o seu fundo com papel vegetal.


terça-feira, 11 de Maio de 2010

Panna Cotta de Chocolate Branco e Baunilha

A panna cotta é uma das sobremesas italianas mais conhecida. Significa “nata cozida” e costuma ser servida com fruta fresca, caramelo, ou mesmo chocolate. A sua preparação é muito simples, não tem mesmo nada que enganar :-)


Achei que a panna cotta de chocolate branco e baunilha ia ser prefeita para acompanhar os primeiros morangos colhidos aqui no quintal :-) Não me enganei…

Esta sobremesa tem uma textura suave e cremosa, o chocolate branco e a baunilha inundam-na de sabor e os morangos dão lhe um toque fresco. Delicada e muito agradável…


Em vez de acompanhar com morangos frescos, pode acompanhar a panna cotta com coulis de frutos silvestres. Igualmente delicioso.

Panna Cotta de Chocolate Branco e Baunilha
Receita adaptada do livro Chocolate Magic, Kate Shirazi

Ingredientes (para 6 ramequis):
400 ml de natas
120 ml de leite
1 vagem de baunilha
20g de açúcar
80g de chocolate branco
4 folhas de gelatina incolor

Preparação:

Demolhar as folhas de gelatina em água fria.

Num tachinho colocar o leite e as natas. Abrir a vagem de baunilha a meio (longitudinalmente) e raspar as sementinhas com uma faca. Adicionar as sementes e a vagem às natas.

Levar o tachinho a ferver em lume brando. Quando começar a ferver retirar o tacho do lume , juntar o açúcar e o chocolate branco partido em pedacinhos. Mexer até ficar completamente dissolvido.

Escorrer as folhas de gelatina e junta-las ao preparado. Mexer até ficarem completamente dissolvidas.

Retirar a vagem da baunilha e colocar em ramequins. Levar ao frigorífico até solidificar completamente.

Pode ser servida nos ramequins ou desenformada. Para desenformar a panna cotta, soltar as laterais com uma faca e mergulhar o ramequim durante alguns segundos, em água quente. Com cuidado, desenformar para o prato de servir.

Acompanhar com fruta fresca.

quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Bolinhos de Iogurte e Groselha

Adoro tomar o pequeno-almoço com calma, mas a verdade é que quase nunca tenho tempo para o fazer. Não sei bem como, mas consigo atrasar-me sempre de manhã e inevitavelmente o pequeno-almoço com calma fica adiado para “amanhã”. Acabo muitas vezes a beber o café num trago e a comer qualquer coisa enquanto ando até ao metro.


Mas hoje tive tempo, deliciei-me com a minha chávena de café e com um bolinho de iogurte e groselha, enquanto ouvia uma das minhas músicas preferidas. Tive tempo de olhar pela janela, apreciar a vista e o dia bonito que se avizinhava.

Talvez por causa disso estou bem-disposta. Era bom começar todos os dias assim: sem pressas, com calma, bolinhos e música.


Estes bolinhos são ideais para o pequeno-almoço, bastante fofinhos e húmidos. Gostei muito do contraste do sabor ácido da groselha, com o doce da massa. Uma receita muito muito simples, no entanto deliciosa :-)


Bolinhos de Iogurte e Groselha
Receita Adaptada do livro Petit Larouse des Recettes aux Fruits du Verger

Ingredientes (para cerca de 12 bolinhos)
2 ovos
130g de açúcar
160g de iogurte natural
2 colheres de chá de açúcar baunilhado
2 colheres de chá de fermento
180g de farinha
60g de amêndoa moída sem pele
90g manteiga derretida
150g de groselhas
açúcar em pó qb.

Preparação:
Pre-aquecer o forno a 180º. Untar as forminhas para queques com manteiga e polvilhar com farinha.

Numa tigela, juntar a farinha, o fermento, açúcar, o açúcar baunilhado, a amêndoa, o iogurte e os ovos. Misturar bem com uma colher de pau. Posteriormente adicionar a manteiga derretida e misturar muito bem.

Com cuidado envolver as groselhas na massa.

Encher as forminhas anteriormente preparadas, com massa até 2/3 da altura. Levar ao forno a cozer, se necessário durante a cozedura tapar com uma folha de papel de alumínio.

Quando estiverem cozidos (teste do palito no centro bolo), retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de desenformar.

Depois de frios polvilhar com açúcar em pó e decorar com groselhas.