quinta-feira, 21 de Abril de 2011

Pão-de-Ló

Para aqueles que ainda procuram inspiração para a mesa da Páscoa, aqui fica a minha sugestão…


Quando era pequena o pão-de-ló era o meu bolo preferido, simples e muito fofo, sem grandes complicações. Era particularmente esquisita com os doces e sobremesa e torcia o nariz a quase todos… mas não conseguia resistir a uma fatia de pão-de-ló. :-)

Este bolo foi do agrado de toda a gente cá de casa. Um bolo bonito, fofo e simples (existe qualquer coisa de muito reconfortante num bolo simples... )





A decoração é a gosto, fios de ovos, amêndoas, figuras de chocolate, raspas de chocolate ou mesmo morangos...

Para todos os meus leitores, os votos de uma doce Páscoa! :-)

Pão-de-Ló
Ingredientes:
5 ovos (gemas e claras separadas)
2 gemas
220g de açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
80g de farinha
30g de maizena
1 colher de chá de fermento
2 colheres de sopa de amarguinha
1 pitadinha de sal

Decoração:
Açúcar em pó
50g de fios de ovos
Figuras de Chocolate*
Amendoas qb.

Preparação:
Pre-aquecer o 180º C. Untar uma forma redonda de 22cm** com manteiga e forrar o fundo com papel vegetal também untado. Polvilhar com farinha.

Peneirar a farinha o fermento e a maisena.

Bater as gemas com o açúcar e o açúcar baunilhado, até ficarem fofas e esbranquiçadas (durante +/- 6 minutos na velocidade máxima). Aos poucos juntar a mistura da farinha e bater mais um pouco (+/-3 minutos )até ficar bem combinado.

Juntar a amarguinha e bater até ficar combinado.

Juntar às claras uma pitadinha de sal. Bater as claras em castelo até ficarem bem firmes.

Aos poucos e delicadamente envolver as claras na massa. Envolver cuidadosamente até ficar homogéneo.

Colocar a massa na forma anteriormente preparada e levar ao forno. Quando o bolo começar a ganhar cor, tapar com uma folha de alumínio e deixe cozer.

Quando o bolo estiver cozido (teste do palito no centro do bolo) retirar do forno e deixar arrefecer um pouco antes de retirar da forma.

Deixar arrefecer completamente o bolo, antes de decorar.

Polvilhar com açúcar em pó. No centro colocar os fios de ovos e decorar com amêndoas/figuras de chocolate e as amendoas.

* As figuras e os ovos de chocolate comprei na Hussel.

** Alternativamente pode utilizar uma forma redonda com buraco, já fiz esta receita de ambas as formas.


quarta-feira, 6 de Abril de 2011

Pudim Flan

Lembro-me perfeitamente quando aprendi a fazer pudim, foi a minha avó Natália que me ensinou, devia ter uns 14 anos.


Achei imensa piada à preparação do caramelo, na altura nem sabia que o caramelo era feito a partir do açúcar… Dominar a técnica não foi muito fácil, queimei alguns tachos e também me queimei algumas vezes… Mas depois de algumas tentativas lá consegui!


Esta receita enche-me as medidas é fácil e deliciosa, não é demasiado doce e a textura do pudim é muito agradável. Perfeita para terminar a refeição.


Pudim Flan


Ingredientes (8 pudins individuais):


Caramelo: 200g de açúcar, 80ml de água


Pudim: 2 ovos grandes, 2 colheres de chá de açúcar baunilhado, 200ml de leite condensado, 300ml de leite evaporado, 200ml de leite.


Preparação: Caramelo:


Coloque num tachinho o açúcar e a água, leve a lume brando e deixe ferver*. Quando o caramelo atingir a cor pretendida (não gosto do meu demasiado escuro, gosto de dourado escuro), retirar do lume e com muito cuidado forrar (fundo e laterais) as forminhas dos pudins com o caramelo.


Pudim Flan:


Pre-aquecer o forno a 180º.


Numa taça colocar os ovos com o açúcar baunilhado e misturar muito bem com uma vara de arames. Posteriormente adicionar o leite, o leite condensado e o leite evaporado, misturar até ficar homogéneo.


Colocar o pudim nas forminhas anteriormente caramelizadas. Colocar as forminhas num tabuleiro e encher esse tabuleiro com água a ferver (a água deve chegar a metade da altura das formas dos pudins). Levar ao forno.


Quando os pudins começarem a tomar cor, tapar com uma folha de papel de alumínio para não queimar. Quando os pudins estiverem prontos, devem estar firmes no centro (cerca de 1h e 15 minutos, mas depende de forno para forno), com cuidado retirar do forno o tabuleiro.


Retirar as formas dos pudins e deixar arrefecer. Depois de frios, levar os pudins ao frigorífico durante umas horas. Na altura de servir, retirar do frigorifico, passar uma faca para soltar o pudim lateralmente. Inverter sobre um prato e servir.


*Algumas notas sobre o caramelo:


- Fazer caramelo não é difícil, mas é preciso ter muito cuidado porque as queimaduras de caramelo são muito dolorosas :-) Utilizo sempre umas luvas para proteger as mãos.


- Tachos/frigideiras com fundos anti-aderentes torna mais difícil ver a cor do caramelo e perceber quando está pronto.