sexta-feira, 11 de julho de 2014

Bolo de Baunilha e Frutos Tropicais

A minha avó Natália completou 82 anos no inicio de mês. Apesar de já estar na casa dos 80s continua cheia de energia e a cozinhar muito bem :-)

Para celebrar esta ocasião fiz um bolo exótico com Baunilha e Frutos tropicais.



Esta receita é perfeita para uma ocasião especial, é um bolo lindíssimo (acho que  as fotografias falam por si...).  E é também  é delicioso! O creme de baunilha combina muito bem com os frutos tropicais. 

Para a decoração utilizei manga, ananás, mamão, maracujá, carambola ( fruto em forma de estrela) e pitaya amarela (fruto de casca amarela com interior branco e pintinhas pretas).

Utilizei também alguns frutos vermelhos para contrastarem com a cor dos frutos tropicais.


Algumas das frutas podem ser  um pouco difíceis de encontrar (principalmente a pitaya e a carambola). No entanto, esta receita pode ser feita utilizando só algumas frutas, tendo o cuidado de escolher frutos com diferentes cores e que contrastem entre si.

Em minha casa, esta receita foi um sucesso, espero que também gostem!

Bolo de Baunilha e Frutos Tropicais
A decoração foi inspirada na Fresh Fruit Tart do livro Home Bake. Um livro que vale a pena ter só pelas lindas fotografias :-)

Ingredientes :
5 ovos
160g de açúcar (80g + 80g)
1 colher de chá de açúcar baunilhado
3 colheres de sopa de Malibu (pode ser substituído por Rum ou leite)
160g de farinha
1 colher de chá de fermento
1 pitadinha de sal.

Xarope:
130ml de água
2 colheres de sopa de açúcar
3 colheres de sopa de rum

Creme de Baunilha
3 gemas
110g de açúcar
170ml de leite
½ vagem de baunilha
200ml de natas*
5 folhas de gelatina incolor

Decoração:
Manga
Ananás
Mamão
2 Maracujás grandes
Carambola
Pitaya amarela
Framboesas
Mirtilos
Groselhas
Morangos

Preparação:
Bolo:
Pre-aquecer o forno a 180ºC. Untar duas formas redondas de 22 cm com manteiga, forrar o fundo das formas com papel vegetal também untado. Polvilhar com farinha.

Peneirar a farinha, e o fermento. Reservar .

Com a batedeira na velocidade máxima bater as gemas, 80g de açúcar , o açúcar baunilhado e o rum até obter uma mistura fofa e espessa e volumosa (entre 7 a 9 minutos).

Numa taça à parte, juntar as claras e o sal e bater as claras em castelo. Quando estas começarem a espessar juntar aos poucos o restante açúcar (80g) e continuar a bater até ficarem firmes.

Juntar metade das claras à mistura das gemas e envolver suavemente (sem bater!) até ficar homogéneo. Posteriormente, juntar as restantes claras e envolver novamente.

Aos poucos juntar a mistura da farinha e continuar a envolver suavemente, até obter uma mistura homogénea. (certifique-se que no fundo da taça não existe farinha por incorporar).

Transferir a massa para as forma previamente preparadas e levar ao forno até estar cozido (teste do palito).

Retirar do forno e com a ajuda de uma faca soltar lateralmente o bolo da forma. Desenformar e deixar arrefecer as duas camadas de bolo.

Xarope:
Num tachinho, misturar a água com o açúcar e levar ao lume até o açúcar dissolver. Retirar do lume e juntar o Malibu e misturar. Deixar arrefecer antes de utilizar.


Creme de Baunilha:
Colocar o leite num tachinho. Abrir a vagem de baunilha a meio  (longitudinalmente) e raspar as sementinhas com uma faca. Adicionar as sementes e a vagem ao leite. Levar ao lume até ferver.

Numa taça, bater as gemas e o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada e cremosa.

Colocar as folhas de gelatina de molho em água fria.

Quando o leite começar a ferver, retirar do lume. Juntar um pouco de leite à mistura das gemas e misturar bem com uma vara de arames. Posteriormente adicionar a mistura das gemas ao restante leite e voltar a levar ao lume (mexendo sempre). Deixar ferver durante 2 minutos até engrossar um pouco.

Retirar do lume e juntar as folhas de gelatina escorridas ao preparado. Mexer até a gelatina ficar completamente dissolvida (se necessário levar novamente ao lume, mas sem deixar ferver!).

Com a batedeira, bater as natas com o sumo de limão, até ficarem bem firmes. Guardar no frigorífico até utilizar.

Quando o creme de baunilha se encontrar frio e a começar a solidificar (não deve ficar totalmente sólido), envolver suavemente as natas batidas no creme.

Levar o creme de baunilha ao frigorífico, até começar a prender  um pouco (não deixar solidificar totalmente).
 
Montagem:

No prato de servir colocar um aro de semifrio de 22cm de diâmetro (deve ter o mesmo tamanho que as camadas de bolo).

Colocar uma camada de bolo dentro do aro e humedece-la com metade  do xarope preparado. Espalhar um pouco do creme de baunilha (aproximadamente metade ). Posteriormente colocar segunda camada de bolo e humedece-la com o restante do xarope.  Finalmente espalhar o restante creme de baunilha no topo do bolo.

Levar ao frigorífico durante a noite.  Perto da altura de servir, desenformar o bolo e decorar com os frutos.


Decoração:
Lavar a os morangos, as framboesas, as groselhas e os mirtilos e secar bem em papel de cozinha. Cortar ao meio os morangos.

Cortar um pedaço manga ainda com a casca e com uma faca fazer cortes paralelos sem que separar completamente os pedaços. Descascar a restante manga , o ananás e o mamão e  cortar aos cubos .

 Fatiar a carambola e a pitaia amarela.

Colocar a polpa de 2 maracujás num tachinho juntamente com 3 colheres de sopa de água e 1 colher de sopa de açúcar. Levar ao lume em lume brando durante uns minutos até obter um liquido espesso. Passar a polpa de maracujá por um passador de rede fina para descartar a maior parte das semente (deixar apenas algumas).

Começar por dispor a manga, o mamão e o ananás por cima do bolo (com cuidado para ficarem uniformemente distribuído). Distribuir pelo bolo as fatias de carambola e a pitaia  (espetei palitos em cada fatia para as manter na vertical).

Distribuir os morangos, as framboesas, as groselhas e os mirtilos no topo do bolo.  Distribuir o maracujá por cima das frutas.


*Para bater as natas bem firmes, colocar no congelador 20 minutos antes de utilizar ou no frigorífico durante algumas horas.



22 comentários:

  1. Mas que bonito ficou, tão colorido e apetitoso!

    ResponderEliminar
  2. Ficou um bolo divino .
    Sendo eu angolana adoro frutos tropicais.
    bjs

    ResponderEliminar
  3. Andreia que maravilha pois

    Irei fazer essa receita bastante atrativa

    Abços

    CIDA

    ResponderEliminar
  4. Prezada Andrea,

    gostaria de saber se poderia colocar a imagem de seu lindo bolo no Pinterest, com sua autorização, indicando abaixo o endereço de seu blogspot...aguardo sua orientação...obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ola Luiz,
      Obrigada pelo comentário. Fico contente em saber que gostou das fotografias :-)

      Pode publicar sim, apenas peço para fazer referência ao blog.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Olá Andreia,
      obrigado pela resposta...pode deixar que farei referencia ao blog, ok?...parabéns pelo bom gôsto e votos de sucesso sempre...

      Eliminar
  5. Que lindo! Uma perfeição, este bolo! Parabéns, a si e à avó! =)

    ResponderEliminar
  6. Como faco para encontrar 200ml de nata? Tem algo que eu possa substituir?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Amanda,
      Natas correspondem a creme de leite fresco no Brasil.

      Espero ter ajudado.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Obrigada a todos pelos comentários :-)

    ResponderEliminar
  8. Maravilhoso! E o bom é que essas frutas são fartas aqui no Brasil. Obrigado pela receita!

    ResponderEliminar
  9. Achei interessante a utilização de frutos tropicais. Já provei carambola, mas nunca experimentei pitaya amarela. Para além deste bolo, em que mais se pode utilizar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina,
      A pitaya amarela é essencialmente utilizada na decoração de bolos e outras sobremesas. O seu sabor é bastante discreto, no entanto o seu aspecto é muito apelativo e exótico.
      Beijinhos
      Andreia

      Eliminar
  10. O bolo não é muito difícil de cortar e servir, devido às frutas?

    ResponderEliminar
  11. Olá :-)

    Não considero que o bolo seja muito difícil de cortar porque a maior parte das frutas está cortada em pedaços pequenos e que podem ser facilmente deslocados.

    A zona da manga é a zona mais dificil de cortar porque a manga se encontra ainda com casca. No entanto pode optar por retirar toda a casca à manga e corta-la aos pedaços.

    Espero ter ajudado.
    Beijinhos
    Andreia

    ResponderEliminar
  12. Está lindíssimo, este bolo! Um bolo de aniversário diferente mas à altura do acontecimento. Deve ter feito as delicias da tua avó. Adoro a apresentação e as cores vibrantes da fruta em cima do bolo. ;)
    Beijinho

    ResponderEliminar
  13. Deve ser ótimo, delicioso. O aspeto é excelente.

    Há passatempo a decorrer no meu blog para Portugal e Espanha, é fácil participar. Convido a ver:

    http://pratocaseiro.blogspot.pt/2014/08/passatempo-receita-mais-fresca-deste.html

    ResponderEliminar
  14. Deve ser ótimo, delicioso. O aspeto é excelente.

    Há passatempo a decorrer no meu blog para Portugal e Espanha, é fácil participar. Convido a ver:

    http://pratocaseiro.blogspot.pt/2014/08/passatempo-receita-mais-fresca-deste.html

    ResponderEliminar
  15. Realmente as imagens falam por si, este bolo é lindíssimo. Parabéns pela apresentação e calculo que seja delicioso.

    ResponderEliminar
  16. Absolutamente fantástico!!
    Adorei a sugestão.
    Parabéns pelo teu cantinho.
    Tornei-me seguidora do teu blog e ficaria muito feliz se me seguisses também em http://colherdepausaltoalto.blogspot.pt/
    Beijinhos
    Vânia

    ResponderEliminar