terça-feira, 25 de Novembro de 2008

Frango com Molho Exótico de Canela

Posso dizer que hoje o Baunilha está “picante”, mas apenas um pouquinho. Depois dos Frango com Ananás Agridoce e do Frango com Manga, que tão agradavelmente me transportaram às terras exóticas do Oriente.

Decidi não esperar mais e finalmente experimentar esta receita. Mais uma vez, apenas para apreciadores de comida agridoce e com mente aberta a novos sabores.


Achei a receita muito interessante, ideal para fugir a “rotina”, sem se perder muito tempo. O sabor da canela fica suave e discreto, sendo completado com o paladar adocicado da maçã.

Receita Adaptada da revista “Saberes e Sabores ” Fev 2008. Acrescentei alguns ingredientes e adaptei as quantidades ao meu gosto.



Ingredientes (para 4 pessoas) :
4 peitos de frango
sal
pimenta
raiz gengibre
1 a 2 colheres de sopa de azeite
1 cebola grande
1 malagueta de piripiri fresca
2 paus de canela
1 + 1/2 colheres de chá de paprika
1,5 dl de vinho branco
3 tomates grandes (bem maduros)
3 maçãs
2 tiras de pimento vermelho
2 tiras de pimento amarelo
3 colheres de sopa de polpa de tomate
1 colher de sopa de açúcar amarelo
1 + 1/2 colher de sopa de vinagre de sidra

Preparação :
Corte os peitos de frango aos cubinhos, tempere-os com sal, pimenta e um pouco de gengibre ralado.

Descasque a cebola e corte-as em meias-luas finas. Lave a malagueta, abra-a ao comprimento, retire todas as sementinhas e corte-a às tirinhas.

Coloque um pouco de azeite no Wok (ou numa frigideira com fundo anti-aderente), adicione o frango e aloure-o de todos os lados. Junte a cebola, a malagueta, os paus de canela e a paprika. Misture bem e deixe cozinhar até a cebola ficar mole.

Regue com o vinho branco, quando levantar fervura novamente, junte os tomates e a maçã descascados e cortados aos cubos. Deixe cozinhar em lume brando até a carne ficar macia e o molho engrossar.

Corte os pimentos em pedacinhos. Junte ao cozinhado os pimentos, o açúcar, a polpa de tomate e rectifique o sal. Deixe ferver por 2 minutos. Finalmente adicione o vinagre e deixe ferver durante 1 minuto.

Acompanhe com uma salada e arroz branco.

quinta-feira, 20 de Novembro de 2008

Bolo de Batata-Doce e Tâmaras

O frio e o vento dá-me vontade de aconchegar no sofá a beber chá e é exactamente assim que estou :-) . Hoje estou acompanhada, por um chá de doce-lima, uma fatia de bolo… e uns livros da faculdade ...

No Outono, na minha casa nunca faltam as castanhas, os frutos secos e a batata-doce. Adoro especialmente a batata-doce, que a minha avó costuma assar na lareira, juntamente com as castanhas! Simples, mas uma delícia!


Desta vez escolhi a batata-doce e outros frutos secos para serem os protagonistas desta receita. Resultou um bolo denso e rústico, mas muito aromático. Uma excelente opção para uma tarde fria de Outono.

Receita Adaptada do livro “Bolos de Todo o Mundo” Tamara Milstein. Apenas fiz metade da receita porque queria um bolinho pequenino, utilizei uma forma redonda de 22 cm.

Ingredientes:
600g de batata-doce
6 colheres de sopa de manteiga amolecida
300g de açúcar
4 ovos
140g de nozes picadas grosseiramente
14 tâmaras descaroçadas e picadas
300g de farinha
2 colheres de chá de fermento
2 colheres de chá de canela
1/2 colher de café de noz-moscada
3 colheres de sopa de Whisky

Preparação:
Pré-aquecer o forno com 190º. Untar um tabuleiro rectangular com manteiga e polvilhado com farinha.

Descascar a batata-doce e cortar aos pedaços. Levar a batata-doce a cozer em lume brando, quando estiver tenra, escorrer e reduzir a puré.

Bater o açúcar com a manteiga, posteriormente adicionar o puré de batata-doce. Em seguida, juntar os ovos, um de cada vez, batendo entre as adições.

Por fim, misturar o whisky, seguido pela a farinha, a noz-moscada, a canela, as tâmaras picadas, as nozes. Misturar bem.

Deite o preparado na forma e leve ao forno até estar cozido (teste do palito no centro do bolo). Desenforme e corte o bolo aos quadradinhos.

sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

Bolo Floresta Negra

Para além da família e do Rui, os meus amigos são frequentemente as cobaias (se preferirem um termo mais técnico “os provadores oficiais”) do Baunilha e Caramelo. Fiz este bolo para um jantar de amigos e sem dúvida que passou na difícil prova :-) ficou completamente aprovado!

Este bolo é sem dúvida um clássico e um dos mais conhecidos da doçaria alemã. Um bolo que faz os apreciadores de chocolate, salivar só de olhar, para as inúmeras lascas de chocolate que decoram o bolo.


Fiz algumas adaptações à receita, o Floresta Negra utiliza Kirsch (aguardente de cereja), que eu substitui por Whisky. Utilizei cerejas em calda, porque nesta altura do ano é complicado arranjar de outras, no entanto acho que o bolo só iria ganhar se utilizasse cerejas frescas.

Esta receita foi o resultado da adaptação de várias receitas da edição “Especial Chocolate” da revista Mulher Moderna.


Ingredientes:
4 ovos à temperatura ambiente
70g de chocolate negro em tablete (com 70% de Cacau)
2 + ½ colheres de sopa de manteiga (usei manteiga magra)
170g de açúcar
130g de farinha
1 colher de chá de fermento

Calda:
+/- 12 cerejas em calda
5 colheres de sopa whisky
1 colher de sopa de sumo de limão
100 ml de água
2 colheres de sopa de açúcar

Cobertura:
2dl de natas
3 + 1/2 colheres de sopa de açúcar

Decoração:
+/- 100g de chocolate
Cerejas qb

Preparação:
Pré-aquecer o forno a 180º. Untar com manteiga uma forma redonda (22 cm) e polvilhar com farinha.

Partir o chocolate em pedacinhos pequenos, levar ao lume em banho-maria com a manteiga (utilizei o microondas). Mexer até dissolver e reservar.

Bater as gemas com o açúcar, envolver o creme de chocolate e bater mais um pouco. Bater as claras em castelo e envolva-as no preparado, alternando com a farinha e o fermento previamente peneirados.

Verter o preparado para a forma e levar ao forno até estar cozido (teste do palito no centro do bolo). Se necessário cobrir o bolo com uma folha de papel de alumínio para não queimar o topo.

Desenforme o bolo e deixe-o arrefecer e corte-o em 2 camadas.

Calda:
Corte as cerejas em pequenos pedaços. Coloque num tacho, as cerejas, com a água, o açúcar, o sumo de limão e 4 colheres de sopa de whisky. Leve a lume brando, e deixe ferver durante 4 minutos. Retire e acrescente o restante whisky. Deixe arrefecer.

Cobertura:
Bater as natas até que fiquem bem firmes, adicionar o açúcar e bater mais um pouco.

Coloque uma parte do bolo sobre o prato de servir. Regue com metade da calda, e distribua as cerejas uniformemente. Por cima coloque uma camada de natas e de seguida a outra camada de bolo. Regue com a restante calda e cubra o bolo com as restantes natas.

Decore o bolo com lascas de chocolate e com cerejas. Coloque no frigorífico até servir.


segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

O 1º Aniversário

Pois é, já passou um ano, desde que iniciei a minha "aventura" pelo mundo dos blogs de culinária.

Apesar de nem sempre ter muito tempo para dedicar aos tachos, é sempre com imenso prazer que continuo a ir para a cozinha. Acho que cozinhar tem algo de terapêutico e por alguma razão que desconheço, enquanto cozinho sinto-me em paz.

Obrigada a todos os que me visitam regularmente e que arranjam sempre tempo para deixar um comentário. Sem dúvida que o balanço deste ano é muito positivo, espero que o Baunilha tenha muitos mais anos de vida.

terça-feira, 4 de Novembro de 2008

2 Receitas, o Mesmo Ingrediente: Romã

O Outono já chegou à algum tempo e com ele veio o frio e a chuva… mas também um dos meus frutos preferidos, a romã. É sem dúvida um fruto fora do comum, devido aos seus bagos crocantes e sumarentos.


Tenho uma romãzeira no jardim e todos os anos ela produz imensas romãs. É preciso um pouco de paciência para descascar estes frutos (e também um avental…), mas vale bem a pena.

Até agora tenho as consumido sempre ao natural. No entanto, nas minhas visitas por outros blogs, deparei-me com algumas receitas que levavam romã. Ideia nova para mim, mas que agradou imediatamente.


Hoje foi o dia de experimentar duas delas, escolhi uma Salada de Presunto e Romã e Lombo com Molho de Vinho Tinto e Romã. Posso dizer que os resultados superaram as expectativas. O molho do lombo é simplesmente delicioso… é a fusão perfeita de todos os ingredientes e sem dúvida que a romã e o alecrim lhe dão um toque especial.


Salada de Presunto e Romã
Receita Adaptada do Blog Dishing Up Delights

Ingredientes (para 2 pessoas):
(+/-) 150g de alface frisada, chicória e radicchio
½ cebola média
3 fatias de presunto
4 colheres de sopa de bagos de romã

Sal qb
Azeite qb
Vinagre Balsâmico qb

Preparação:

Lavar e escolher a alface. Cortar a cebola em rodelas finas e cortar o presunto em tirinhas.

Colocar a alface no prato de servir. Dispor por cima da alface, a cebola, o presunto e os bagos de romã. Temperar a gosto com sal, azeite e vinagre balsâmico.

Lombo com Molho de Vinho Tinto e Romã
Receita Adaptada do Blog Closet Cooking

Ingredientes (para 2 pessoas) :
3 bifes do lombo
Sal qb
pimenta preta moída na hora qb

Molho:
½ cebola grande
150 ml de vinho tinto
1 colher de sopa de açúcar amarelo
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
1 colher de sopa de xarope de romã *
1 colher de chá de manteiga
Alecrim (usei seco)

Preparação:
Numa frigideira anti-aderente, colocar um pouco de azeite e os bifes. Temperar com sal e pimenta preta, deixar cozinhar até os bifes estarem tenros. Retirar os bifes.

Cortar a cebola às rodelas e saltear durante 1 minuto (no azeite usado para cozinhar os bifes). Adicionar o vinho tinto, o xarope de romã e os restantes ingredientes do molho. Deixar ferver até espessar e adquirir a consistência de molho.

Regar os bifes com molho antes de servir. Acompanhe com puré de batata.


* Como não encontrei xarope de romã, improvisei um pouco…:
70g de bagos de romã
2 colheres de chá de açúcar amarelo
2 colheres de sopa de sumo de limão
200 ml de água

Leve ao lume a romã, com açúcar, o sumo de limão e a água. Deixe ferver em lume médio, durante +/- 7 minutos até o líquido, reduzir para metade. Passar o líquido, por um passador para descartar as partes sólidas. Para a receita do lombo em cima, usei todo o liquido resultante, cerca de 100ml.