sexta-feira, 25 de Setembro de 2009

Madalenas de Limão

Este fim-de-semana, enquanto divagava na secção de acessórios de culinária de um supermercado, vi uma forma de madalenas. Tentei lembrar-me da última vez que comi madalenas… possivelmente ainda era miúda...

Acabei por trazer a forma, devido a uma recordação longínqua do seu sabor a limão e da sua textura fofinha.


Para estrear a minha forma, comecei com uma receita tradicional, mas das próximas vezes, vou aventurar-me com combinações diferentes. Depois de uma rápida pesquisa, pelos meus livros de culinária, encontrei inúmeras receitas que fiquei com vontade de experimentar, amêndoa e laranja, pistáchio, chocolate e café, especiarias…

É difícil ser mais simples, a preparação é rápida e o tempo no forno é pouquinho. Aguentam vários dias num recipiente fechado… claro está... se aguentar vários dias sem as comer todas...


Madalenas de Limão
Receita adaptada Meyer Lemon-Glazed Madeleines do blog Culinary Concoctions by Peabody, para cerca de 30 madalenas de tamanho médio.

Ingredientes
3 ovos grandes à temperatura ambiente
140g de açúcar
1 pitadinha de sal
180g de farinha
1 colher de chá de fermento
120g de manteiga derretida
3 colheres de chá de raspa de limão

Preparação:
Pre-aquecer o forno a 190ºC. Untar a forma das madalenas com manteiga e polvilhar com farinha.

Com a batedeira, bater os ovos com o açúcar e o sal, durante +/- 5 minutos. Juntar aos poucos a farinha com o fermento (previamente peneirados) á mistura dos ovos. Bater até ficar tudo misturado.

Adicionar a raspa de limão á manteiga. Com uma colher de pau, envolver a manteiga na massa. Misturar apenas até a massa ficar homogénea.

Colocar a massa das madalenas na forma preparada, tendo o cuidado de não encher totalmente as cavidades. Levar ao forno até estar cozido (teste do palito no centro do bolo)

Retirar do forno e desenformar.

domingo, 20 de Setembro de 2009

Muffins de Banana e Canela

Esta semana regressei às aulas… a 1ª semana é sempre a pior, com o voltar à velha rotina e aos hábitos que ao longo das férias foram esquecidos… De todos, levantar cedo, sem dúvida é o que me custa mais.

Aqueles deliciosos 10 minutos na cama depois do despertador tocar, geram o caos na minha rotina matinal… Mas mesmo assim, dia após dia penso “Só mais 10 minutos...”.


Consequentemente tomo banho a correr, visto-me a correr, ponho a máquina de café a funcionar enquanto arrumo as coisas na mala, bebo o café num trago e agarro um queque que como, durante o caminho até ao metro.

Apenas agora no fim de semana, consegui organizar as ideias e as fotografias para este post.

Quase toda a gente tem uma receita de muffins de banana (tal como também têm uma receita de bolo maçã e de bolo mármore...) Aqui fica a minha… São muito fofinhos com um leve sabor a banana. Acho que só ficariam a ganhar se adicionássemos uma mão cheia de nozes.

Muffins de Banana e Canela
para cerca de 30 bolinhos pequenos, receita adaptada do livro The Hummingbird Bakery Cookbook

Ingredientes:
1 ovo
350g Farinha
170g Açúcar
1 colher de chá de açúcar baunilhado
2 colheres de chá de canela moída
½ colher de chá de Bicarbonato sódio
1+1/2 colher de chá de fermento
70g de manteiga derretida
350g de banana (pesada já sem casca)
370ml de leite*
2 colheres de sopa de sumo de limão*

Preparação:
Misturar o leite com o sumo de limão, deixar repousar à temperatura ambiente, durante +/- 10 minutos, até que talhe*.

Pre-aquecer o forno a 180º. Colocar as forminhas de papel dentro das formas dos muffins.

Numa tigela colocar o açúcar, o açúcar baunilhado a farinha, o bicarbonato de sódio, o fermento, a canela e o sal.Com a batedeira na velocidade baixa, misturar todos os ingredientes bem a seco.

Misturar o leite, com o ovo. Aos poucos adicionar a mistura do leite, aos ingredientes secos, bater com a batedeira numa velocidade baixa até todos os ingredientes ficarem bem misturados.
Adicionar a manteiga (já à temperatura ambiente) e continuar a bater até esta se encontrar bem incorporada na massa.

Por último adicionar as bananas esmagadas e envolver com uma colher de pau, até ficarem dispersas homogeneamente.

Colocar a massa nas forminhas de papel até 2/3 da sua altura. Levar ao forno até estar cozido (teste do palito no centro do forno).

Como os meus muffins depois de cozidos ficaram branquinhos, coloquei a resistência de cima do forno durante breves minutos para ganharem um pouco de cor.

Deixar arrefecer um pouco antes de desenformar. Depois de frios polvilhar com açúcar e canela.

* Pode ser substituído por igual quantidade de buttermilk.

sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Bolo de Rum e Coco

Cada pessoa tem o seu método (ou pelo menos devia ter…) para libertar o stress e relaxar. Uns vão ao ginásio, uns às compras, outros colocam a música alta… eu cozinho! Desfolho meia dúzia de livros de culinária, escolho uma receita e vou para a cozinha. Depois de uma hora de volta dos tachos, geralmente sinto-me outra.

Ontem nada parecia correr bem e estava com os nervos à flor da pele… por isso tranquei-me na cozinha. No entanto (tenho que reconhecer...), nem sempre ir para a cozinha com “neura” resulta bem. Mas ontem foi produtivo, relaxei, recarreguei as baterias e no fim ainda havia um bolo para comer! :-)



Aqui em casa, toda a gente gosta muito de coco, por isso sabia que ia ser bem recebido. O bolo é ensopado em leite de coco, o que o torna muito fresco. A cobertura e o coco ralado dão o toque final, tornando-o delicado e muito agradável.


Para a confecção desta receita utilizei Malibu, que é um rum aromatizado com coco. Este não tem um paladar muito forte, tornando a sua presença na receita, discreta e agradável.

Mais uma vez, utilizei as loiças antigas da minha avó, para as fotografias. Segundo ela, este bonito prato (que também utilizei para as fotografias da Tarte de Morango e do Bolo Chiffon de Cappuccino ) tem muitos anos e saiu-lhe numa promoção da Nestlé. O napron também é bem velhinho e foi a minha avó que fez.


Bolo Rum e Coco

Ingredientes
3 ovos
1 gema
300g de açúcar
4 colheres de sopa de Malibu
4 colheres de sopa de leite de coco
200g farinha
1+1/2 colher de chá de fermento
1 pitadinha de sal
120g de manteiga derretida (utilizei manteiga magra)

50ml de leite de coco (á temperatura ambiente)

Cobertura :
3 colheres de sopa leite coco
2 colheres de sopa de Malibu
1 colher chá de açúcar baunilhado
100g de queijo creme tipo philadelphia
40g de açúcar em pó (icing sugar)
3 colheres de sopa de natas
2 folhas de gelatina incolor
Coco ralado qb.

Preparação:
Pre-aquecer o forno 180º. Untar uma forma rectangular de 25 por 15 cm com manteiga. Forrar o fundo da forma com papel vegetal untado com manteiga e polvilhar com farinha.

Com a ajuda da batedeira, bater os ovos, com a gema, o açúcar e o açúcar baunilhado. Juntar, o rum e o leite de coco, misturar bem. Adicionar aos poucos a farinha (previamente peneirada com o fermento e o sal). Bater até ficar tudo misturado. Envolver suavemente a manteiga derretida (que já deve estar à temperatura ambiente).

Colocar a massa na forma previamente preparada. Levar ao forno até estar cozido (teste do palito no centro do bolo). Se for necessário durante a cozedura, tapar com uma folha de papel de alumínio.

Desenformar o bolo para o prato de servir e com cuidado retirar o papel vegetal. Com o bolo ainda quente, pincelar com 50ml de leite de coco. Deixar arrefecer completamente.

Cobertura:
Misturar bem (com uma vara de arames), o queijo creme, com o leite de coco, o malibu e as natas. Adicionar o açúcar em pó e o açúcar baunilhado. Misturar bem até obter um creme homogéneo e brilhante.

Colocar as folhas de gelatina de molho em água quente, durante alguns minutos. Escorrer as folhas de gelatina e dissolve-las em duas colheres de água quente. Deixar arrefecer um pouco, antes de juntar ao creme anterior. Levar ao frigorifico durante alguns minutos até começar a prender. (deve ficar com uma consistência semi-sólida ) .

Deitar por cima do bolo e polvilhar abundantemente com coco ralado. Levar ao frigorífico pelo menos 2 horas antes de servir.

sábado, 5 de Setembro de 2009

Semifrio de Whisky

Apesar de nos últimos posts aqui no Baunilha, terem sido de bolos… para mim, as melhores sobremesas no Verão são os semifrios. Nada melhor, do que um doce fresco de camadas, que a cada colherada junta diferentes sabores e texturas.

Aqui no Baunilha e Caramelo, já fiz vários posts de semifrios. Alguns deles foram repetidos muitas vezes na minha cozinha… Um dos casos de amor à primeira colherada, foi o Semifrio de Whisky, que já perdi a conta de quantas vezes o fiz.

Como achei que a fotografia que tinha colocado dele, não dava a imagem correcta desta bonita sobremesa, resolvi revisitar a receita.


De textura cremosa e de sabor suave é uma verdadeira tentação. Apesar do nome, o sabor a whisky não é marcante, este tem uma presença discreta. O toque final é dado pelo chocolate, com o qual se polvilha abundantemente o semifrio. Divino, sem dúvida um dos meus preferidos!

Se é principiante no mundo dos semifrios, pode utilizar uma forma de mola com fundo amovível para o montar, em vez de colocar apenas o aro sobre o prato. Desta forma não corre o risco de escorrer para fora, caso coloque o creme no aro, demasiado liquido :-P

Não é uma receita rápida e é preciso um pouco de paciência durante a preparação, mas acho que vale bem a espera!